quinta-feira, 2 de Dezembro de 2010

Manual de Engate (II): Ensaio Feminino da Evolução


No post anterior, foram explicados, com base na psicologia evolucionista, os mecanismos da atracção sexual no sexo masculino.


O que encontramos, então, quando falamos das mulheres?


Tal como foi referido anteriormente, as mulheres, ao longo dos anos, ambicionam sentirem-se desejadas, amadas e  protegidas pelo seu companheiro, como se, de certa forma, tentassem seduzir um novo lar cujos alicerces emocionais poderiam garantir uma  base sustentável para a criação de uma nova família e a propagação da espécie humana.

Com base nessa asserção, tentaremos, mais uma vez, responder a algumas questões do quotidiano que, à primeira vista, nos parecessem triviais:


Porque é que as mulheres preferem homens mais velhos?
A idade traduz-se, maioritariamente, em experiência de vida, confiança e segurança. Desta forma, homens mais velhos tendem a dispor maiores recursos, a apostarem em relacionamentos duradouros, vida organizada, projectos futuros, dando, assim, à mulher uma maior confiança em estabelecer uma família saudável.


Nádegas masculinas pequenas e firmes
É verdade! Existe, igualmente, uma base evolucionista explicativa para o porquê da maioria das mulheres mostrarem preferências por nádegas masculinas pequenas, quadradas e firmes. Uma vez que nádegas pequenas e firmes apresentam pouca massa gordurosa, por sua substituição, são constituídas por mais tecido muscular.
A nível biológico e anatómico, estes músculos facilitam a penetração durante a relação sexual, sendo a tensão muscular localizada nessa zona específica, não sendo necessário nem usar todos os músculos do corpo e nem posicionar-se, obrigatoriamente, sempre em cima da mulher. Assim, segundo a teoria evolucionista, a evolução do Homem deu privilégio aqueles com nádegas pequenas e firmes por serem mais eficazes na penetração e, por consequência, na propagação da espécie.


Qual a utilidade do orgasmo feminino? 
Se o orgasmo masculino serve para libertar os espermatozoides e conduzir à propagação da espécie, que utilidade tem o orgasmo feminino? Biologicamente e numa perspectiva evolucionista, o argumento "ter prazer" é insuficiente. Então, qual será o fim biológico? Na opinião de cientistas evolucionistas, o orgasmo feminino é uma forma de controle da qualidade da espécie humana. Segundo este argumento, caso a mulher (enquanto ser biológico) percepcione, através dos sinais que o homem lhe transmite, que o companheiro não dispõe dos genes certos, ela simplesmente não consegue alcançar a um estado propício para o orgasmo, sendo de 99% a chance dela rejeitar o homem.

A teoria do queixo quadrado

Certamente que muitos de vós já tiveram oportunidade de reparar que a maioria dos super-heróis da banda desenhada e muitos actores hollywoodescos apresentam um queixo anatomicamente quadrado. Seja a nível consciente ou não, a maioria das mulheres manifesta uma preferência por homens com este traço facial vincado, isto porque, este é sinal de saúde genética.
Para que um homem consiga atingir tal estrutura óssea, é necessária uma mobilização maciça de testosterona, que, em grandes quantias, danifica o sistema imunitário.  Desta forma, se o homem conseguiu atingir um desenvolvimento normativo, apesar dos níveis de testosterona e ainda obtém o queixo quadrado, então é sinal de uma estruturação genética bem conseguida (que, como vimos, é um ponto atractivo para o sexo feminino).


Finalizo, assim, este tópico geral sobre a Atracção Sexual Humana, onde muito ficou por dizer, contudo não é, de todo, minha intenção expor aulas teóricas sobre este assunto.

Outros temas do quotidiano, na sua relação com o evolucionismo, serão aqui alvo de estudo futuro neste espaço, onde sugestões serão sempre bem vindas.

2 comentários:

  1. ... ainda bem k somos cada vez menos biologia!!"!!

    ResponderEliminar
  2. Tenho de concordar consigo! É mesmo por esse factor que nos distinguimos dos demais animais que coabitam por cá

    ResponderEliminar